Sonhando com seu ex: O que significa? Acontece com todo mundo. Após o fim de um relacionamento é geralmente fantasiar parceiro última, se era feliz ou não amor. Mas os sonhos, cujo protagonista não é sempre simbolizar a necessidade de voltar para seus braços. Sonhos às vezes vêm nos pedir ajuda para cair finalmente no subconsciente, às vezes eles nos convidam a Pesquisar outro casal algumas qualidades essa pessoa, outros sugerem a reconsiderar a partir de um nova perspectiva, Para o bem ou para o mal. Em qualquer caso, é sempre o subconsciente que pretende enviar mensagens. Só não se esqueça que há 10 coisas a aprender com o primeiro.


    1. A dor de separação não foi processado

    Há muitos sonhos em que o protagonista é um ex-namorado. Muitas vezes eles querem voltar nossa atenção para o pensamos emoções adormecidas, mas eles realmente não foram processados ​​corretamente pelo subconsciente. Isso ocorre quando, por exemplo, não mais pensar em nosso ex incapaz de dormir, convencido de que temos que superar o trauma separação. No entanto, continuamos a receber mensagens do subconsciente que nos dizem o contrário e tomamos experiência sentimentos de raiva, tristeza ou frustração. Esses sonhos querer pensar sobre a separação e como ele nos tem impactado.


    2. Queremos terminar inconscientemente com o ex

    Há sonhos em que ex morre ou matamos a nós mesmos, Ele está indicando uma necessidade inconsciente claro para se livrar dessa pessoa e consequências emocionais nós sentimos. Por outro lado, às vezes pensamos na nossa ex antes de dormir e, em seguida, nós sonhamos algo cansativo. O subconsciente sugere a necessidade de dar-lhe um descansar nossos cérebros de alguns pensamentos obsessivos e ser construtivo em vez de permanecer ancorado em um passado inútil.


    3. simboliza os problemas com o parceiro atual

    o problemas de relacionamento Eles podem ser refletido em seus sonhos. Ela ocorre, por exemplo, quando você luta com o seu parceiro e você sonhar o mesmo com outro personagem, seu ex. Neste caso, uma parte do subconsciente o mais conservador, culpa o ex-parceiro para preservar a relação temporal.